Subscribe Twitter Facebook

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O primeiro presente a gente nunca esquece

Bem, já fazia um tempo que o Yusuf falava que queria me dar algo, mas não fazia ideia do que era. Eu falava que não precisava (até porque eu acho meio feio você "exigir" um presente, seja lá de quem for, presente tem que ser dado de livre e espontânea vontade), e ele dizia que não que queria me dar algo, e eu apenas ouvia.

Depois de um tempo, ele começou a perguntar como enviar caixas pelo correio, pois ele nunca tinha feito isso (caso vocês não saibam eu sou uma rata do aliexpress), aí já comecei a desconfiar, e expliquei.

Até que um belo sábado de setembro ele foi pra Sétif ficar na casa da avó porque no dia seguinte tinha aula e a faculdade é perto da casa dela (que não é só dela, moram mais uns 37163 tios/tias e 183781937 primos...depois eu faço um post explicando um pouco mais do nosso dia a dia. E vale lembrar que nos países muçulmanos o domingo é um dia normal, tem aula e tudo funciona). Nisso ele me chamou no viber perguntando meu endereço, cep e essas coisas, eu fiquei meio que sem entender e enviei meus dados. 

E aí passou, eu já tinha esquecido que tinha passado meu endereço e ele também não tocou mais no assunto. Cerca de umas 4 semanas depois, no dia do nosso aniversário mensal de namoro ele me mandou essa foto: 
 
olha o garranchinho dele

Juro que a única coisa que eu disse foi: "i can't believe" e ele começou a rir, eu fiquei tão feliz e curiosa para saber o que seria, mas antes corri pro aplicativo de rastreio e pro meu espanto já acusava no rastreio: Recebido/Brasil - Unidade de Tratamento Internacional São Paulo. Ele já tinha me mandado há diiiiiiiiias antes, sim naquele sábado lá em Sétif! 

Então ele perguntou pra mim onde que estava, pois ele tinha calculado para que chegasse exatamente no dia de aniversário do namoro (nhoinnnn), mas que enviou algo simples, pois tinha medo de não chegar já que ele nunca tinha enviado nada para fora.

Pronto, com o rastreio na mão eu ficava quase todo dia atualizando meu lindo código, eis que surge no meu celular: 


7 dias depois do nosso aniversário (obrigada correios) eu recebo essa linda notícia



Eu tinha chego da faculdade quando vi o aviso, morri umas 3 vezes e falei pro habibi que também ficou toooooooooooodo ansioso pela minha reação. E ficamos conversando e também esperando o carteiro...mal eu sabia o que teria pela frente. 16h, 17h e nada do carteiro aparecer, e eu já pensei no mínimo o carteiro já passou e só atualizaram o rastreio agora, aí o yusuf falou pra eu checar no site dos correios e para a nossa infelicidade: 




Eles tinham passado meio-dia e atualizaram o rastreio como "saiu para entrega" às 15h! Eu que já tenho uma óótema relação com os correios (quem me conhece sabe como que é), proferi diversos elogios, enquanto o yusuf ria e falava que amanhã eles passariam de novo. Tudo bem, aguardei o dia seguinte, fui pra faculdade e tentei voltar o mais rápido que pude...por sorte não tive a minha última aula, então meio-dia eu já estava no conforto do meu larzinho. Até que meu celularzinho avisa que o correio já TINHA PASSADO! eu fiquei sem acreditar, então dei um google pra achar o telefone do cdd, porque se o carteiro passar 3 vezes e não tiver ninguém em casa, eles devolvem pro remetente..ou seja: eu só teria mais uma chance e não ia ter ninguém em casa de novo. Achei e liguei, atendeu um homem que deveria ser o responsável, eu perguntei se tinha como saber e tal a hora que passaram e se dava pra eu ir buscar (descobri que o CDD é perto da minha casa). Então ele me pediu o código de rastreio, eu falei o número e o final que sempre é finalizado com as duas letras referentes ao país de origem (no caso da Argélia o final é DZ, de dzair. No Brasil é BR, e assim por diante). Quando eu falei DZ, o cara ficou "ahn? repete o final pra mim por favor", eu já quase rindo falei DZ! D de dado e Z de zebra! Foi então que ele me perguntou: "de onde tá vindo esse pacote?" eu já quase gargalhando falei: "da Argélia". Pelo telefone eu já senti que ele ficou meio WTF, e falou em um tom surpreso: "Argélia! Ok, vou colocar aqui que você vai retirar no CDD". Então agredeci e desliguei, fiquei rindo da reação do cara, que mesmo por telefone deu pra notar que Argélia é algo meio exótico por aqui kkk, e fui lá buscar minha caixinha. 

No caminho lembrei que o Yusuf havia me falado que eu iria levar um susto e dar risada quando eu visse a tal caixa, e que ela era muito grande pro tamanho do presente. Rapidinho cheguei na agência e falei pra atendente o que queria, então ela disse: "ah, é a menina que ligou aqui, já vou buscar". 

Fiquei esperando aí quando ela chega com a caixa e realmente eu levei um susto, dado o estado que a caixa estava uhauhahuahuauhuha. Sério, a coitada parecia que tinha sido atropelada 59 vezes por um trator de tão amassada, eu sabia que os serviços de correios de qualquer parte do mundo trata que nem lixo os pacotes de encomendas (principalmente as que vêm em modo econômico), porque as minhas da China vêm em estado gravíssimo, mas essa judiaram da minha bichinha. Eu assinei lá uns papeis atestando que recebi e fui pra casa. A minha caixinha veio assim: 


tadinha

Eu abri todo o pacote (foi difícil) e vi meu presentinho. Era um colar de prata com uma inicial e pedrinhas. Foi tão fofo e especial, pois foi algo que ele escolheu, teve toda a história da caixa (que vou contar em seguida), e viajou milhares de km até chegar aqui. Para muitas pode ser apenas um colar, mas pra mim é algo muito especial e tem muito significado. Eu corri pra contar pra ele e ficamos felizes juntos. Foi aí que perguntei então a história da tal da caixa. 

Naquele sábado ele chamou o primo dele pra irem no centro de Sétif comprar algo pra mim e também pra colocar no correio. Lá foram, ele comprou o colar e um envelope pra despachar no correio. Chegou no posto dos correios tinha uma baita de uma fila, quando chegou na vez dele o cara falou que tinha que ser em uma caixa e de tamanho específico, e recusou aceitar no envelope. Se fosse eu tinha armado um barraco daqueles e feito eles aceitarem sim, porque eu recebo acessórios em envelopes, mas como o coitadinho nunca tinha feito isso então foi atrás da caixa. Ele andou por quase toda a cidade, papelarias, armarinhos, tudo (com o primo do lado) e nada de achar a caixa. Foi aí que já quase desistindo eles passaram em frente a uma borracharia e na frente eles viram umas caixas, porém grandes. O Yusuf falou pro primo que ia lá ver se achava uma menor, e o primo dele garantindo que ele não ia achar. Ele entrou e perguntou pro dono se tinha, ele disse que não sabia, mas que ele podia procurar...acreditem ou não ele achou! O primo dele ficou sem acreditar, enquanto ele já foi correndo comprar um papel pra passar envolta da caixa e ainda pegar mais fila nos correios. Quando ele terminou de embrulhar ele e o primo começaram a rir, inclusive ontem lembramos da caixa e caimos na gargalhada e com direito a comentário dele: 

Yusuf: after hard work to find box and cover it in amazing way hahahaha

Chegando nos correios pela segunda vez, ainda tinha uma baita fila, mas como o atendente viu ele com a caixa na mão já chamou ele. Ele entregou a caixa e o atendente perguntou pra onde iria (crente que era pra França, porque todo mundo só envia coisas pra lá), foi aí que ele disse: não, eu vou enviar pro Brasil...TODO MUNDO olhou pra cara dele, assim como o atendente com os olhos do tamanho de duas jabuticabas, meio "wtf", então concluimos juntos que a Argélia é exótica no Brasil, e o Brasil é exótico na Argélia, ou seja somos exóticos, rsrsrs. Enfim, ele pagou, assinou os papeis e assim minha entrou em uma grande jornada pra chegar até aqui...e essa foi a doida e corrida história da caixa e do meu presente: 

favor ignorar a resolução de tecpix do meu celular


Depois ele me confessou que queria me mandar um urso do meu tamanho! Mas tinha medo de algo dar errado e eu ficar sem urso, mas quem sabe quando eu for pra Argélia né gente?! kkk

Beijinhos

5 comentários:

Perola e Areia disse...

Que lindooooo <3 Eu já mandei várias coisas para o meu também, o último até hoje não chegou, mas foi só um cartão (menos mal) porém, ele nunca me mandou nada, espero logo receber algo também!

Lindo seu presente <3

Você leva jeito para blog parabéns!

Beijos

Juliana disse...

Oi Amanda! Eu ainda não enviei nada para o meu habibi, mas já estou organizando uma caixinha pro aniversário dele que tá chegando. Em breve receberá o seu, Inshallah!

Obrigada pelos dois elogios!!!

Beijossss

Leticya Gontijo disse...

Ah que lindo Juh! adoro receber esses presentinhos, por mais simples que sejam só de imaginar que o meu príncipe pegou naquele presente e enviou com tanto carinho já fico toda feliz!

Logo logo você terá um monte dessas coisinhas que de uma forma ou outra acabam fazendo parte da relação e contando a história de amor...

beeeijos

Juliana disse...

Aiii euu também, as coisas mais simples são as que tem maior significado *-*

Mal vejo a hora de ter varias coisinhas do meu habibi <3

beeeeeeeeeijocas e obrigada pela visita de sempre <3

Anna Raphaldini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

Atenção: Comentários islamofóbicos, antiárabes, antissemitas e que ofendam uma etnia, nacionalidade ou religião/crença não serão aceitos nem tolerados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Powered by Blogger